Um abraço, Fabiano.

fabiano

Este belo exemplar de caligrafia não que de ninguém mais ninguém menos que o eterno ídolo da torcida colorada Fabiano Cachaça. Tive a honra que obter sua marca no jogo de São Luiz e São José sábado passado no Passo d’Areia. Ele estava aquecendo no segundo tempo próximo ao alambrado de frente para torcida do São Luiz, onde estava enchendo a cara junto com o amigo Paulo Dzi, já que jogo não tinha mesmo (Adão e Arílson estavam na reserva até o meio do segundo tempo, vai entender?). Quando o avistei não pensei duas vezes: tinha que falar com ele. Encostei no alambrado e gritei Faaaabiano. Ao me avistar, ele se aproximou sorrateiramente, olhando para os lados como se alguém o observasse. Passei um papel e uma caneta por entre as grades e, enquanto assinava ele disse: “Guarde isso, pois um dia valerá milhões”.

Aquelas proféticas palavras me deixaram pensativo sobre o mundo, o sentido da vida, e as cosias do além; enquanto avistava já no meio campo, ele preparando-se para entrar em campo e jogar a partida mais importante da sua vida. E foi assim que aconteceu…

Hoje o São José joga no Beira-rio contra o Colorado, onde nenhum garotinho poderá se aproximar do alambrado para pegar um autógrafo de um gênio da bola como ele.

Anúncios

~ por pedrotrg em 15.março.2008.

5 Respostas to “Um abraço, Fabiano.”

  1. Essas histórias da bola que engrandecem esse blog. (Paulo, pára de apagar meus comments).

  2. O que será que Fabiano Cachaça sabe para pronunciar tão proféticas palavras???

  3. ele sabe beber!!

  4. TAMBÉM TENHO UMA FOTO E UM AUTÓGRAFO COM ELE!

    ELE SE HOSPEDOU NO MESMO HOTEL QUE EU NO RJ, ELE CHEGAVA DO SHOWBOL!

    PARA QUEM QUIZER VER: MAVIKRAL93@HOTMAIL.COM

  5. Não sou gaúcho, acompanho de longe o futebol do RS, mas lembro-me quando tinha 16 anos, era 1995, quando o Juventus do bairro da Mooca em São Paulo jogava contra a Ponte Preta ou Rio Branco, não me lembro exatamente do time, mas era na primeira divisão do Paulistão, na Rua Javari e eu estava lá, quem jogava na ponta direita era o Fabiano, e como jogava, corria muito, era forte, e quando entrava pela direita a zaga sofria, que saudades, esse com certeza deveria ter sido aproveitado na seleção… Parabéns pela homenagem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: